Seguro obrigatório para a Europa: O que você deve saber

23 Apr 2019

Muita gente que está indo para a Europa não sabe, mas existe uma obrigação de se ter um seguro para despesas médicas para entrar nesses países. Se você não tem, corre o risco de não poder entrar naquele país. Isso acontece por causa de um tratado entre os países europeus chamado de Tratado de Schengen. Aqui eu te explico tudo sobre isso, sua história, quais países aderem, como funciona e quais os seus impactos.

 

 

 

O acordo ou Tratado de Schengen tem esse nome por causa da região de Schengen, que fica em Luxemburgo, às margens do rio Mosela e próxima à tríplice fronteira entre Alemanha, França e Luxemburgo.

 

Em junho de 1985, foi criado um acordo de livre circulação envolvendo cinco países da região, dessa maneira esses países aboliram os controles de fronteiras, fazendo com que os deslocamentos entre eles passassem a ser tratados como viagens domésticas. A partir daí, o acordo foi crescendo e essa política de abertura de fronteiras e livre circulação já atinge hoje 27 países. 

 

Os países integrantes são os da União Europeia (exceto Irlanda e Reino Unido) e três países que não são membros da UE (Islândia, Noruega e Suíça). Liechtenstein, Bulgária, Romênia e Chipre também estão em fase de implementação do acordo.

 

A área criada em decorrência do acordo é conhecida como espaço Schengen e não deve ser confundida com a União Europeia. Esses são dois acordos diferentes, embora ambos envolvam países da Europa.

 

Em 2 de outubro de 1997 o acordo e a convenção de Schengen passaram a fazer parte do quadro institucional e jurídico da União Europeia.

 

 

Atualmente 27 países Europeus

 

Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Dinamarca, Eslovênia, Eslováquia, Espanha, Estônia, França, Finlândia, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Checa, Romênia, Suécia e Suíça exigem que turistas comprovem que possuem um plano de assistência médica e hospitalar, no valor mínimo de EUR 30 mil.

 

Embora não seja um procedimento rotineiro das autoridades aduaneiras, é melhor não contrariar essa recomendação porque se você não tiver esse seguro eles têm a orientação de não te deixar entrar no país. 

 

 

A assistência médica e hospitalar pode ser contratada de duas maneiras

 

Você pode fazer um seguro saúde (por conta dos custos, isso só faz sentido para pessoas que vão morar nesses lugares por mais de 6 meses) ou você pode fazer um seguro viagem (que tem coberturas médicas e outras específicas para a sua viagem). 

 

Como o seguro viagem é válido somente durante o período da viagem, fica mais barato para o turista.  

 

 

_________________________________________

 

 

Dica do Especialista

 

 

Cuidado com a cobertura de despesas médicas para a Europa! Apesar do valor mínimo exigido para esses países ser de EUR 30 mil, eu recomendo que você avalie os custos com medicina no país do seu destino. Em alguns países da Europa os custos com medicina são muito altos e, se acontecer alguma coisa mais grave, isso pode te fazer gastar milhares de euros.  

 

Aqui abaixo tem uma tabela que eu apresento para as pessoas que acessam a nossa ferramenta de simulação de seguros. Ela te ajuda a ter uma ideia de alguns gastos que um passageiro poderia ter. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Essa tabela te dá uma ideia geral dos gastos com internação e outros acidentes que ninguém está livre de passar.

 

É claro que a chance de você ter uma apendicite ou se fraturar durante uma viagem de férias é pequena, mas se isso acontecer, é melhor que você esteja preparado porque, se não, você pode voltar com uma dívida enorme em euros!

 

 

E outra dica: Países como Estados Unidos, Austrália e outros também podem exigir, no desembarque, a apresentação de comprovante de um seguro com coberturas mínimas.

 

É legal sempre obter informação a respeito para contratar um produto que atenda à legislação do país de destino.

 

 

______________________________________

 

 

Para fazer sua cotação do seguro viagem, clique abaixo:

 

 

 

 

 

 

Se ainda tiver alguma dúvida é só falar comigo. Você pode deixar um comentário aqui embaixo ou entrar em contato diretamente comigo:

Facebook

Instagram

Youtube

E-mail

Whatsapp 

 

 

Tenha uma boa viagem!! 

 

 

Abraços,

 

Alexandre Quevedo

Compartilhe
Compartilhe
Please reload

Artigos Relacionados

Please reload

Somos a Milcke

Uma plataforma especializada em seguro viagem. ​O nosso objetivo é que as pessoas tenham o máximo possível de informações para tomar as melhores decisões quanto ao próprio seguro. Por isso, nos propomos a tirar suas dúvidas sobre cada detalhe do seguro viagem de uma maneira simples e prática. Assim, você vai se sentir confortável e confiante para contratar o seguro certo para as suas necessidades.

Explicamos de maneira simples os termos complexos de um seguro viagem, passamos dicas e ferramentas para que você contrate o seguro adequado ao que você precisa. Para nós, é importante que você não corra o risco de ficar desprotegido em sua viagem, deixando de contratar alguma cobertura que você pode precisar. Mas também não queremos que você pague caro demais por coberturas que não precisa.

Feito com carinho para você | milcke.com.br © 2017. Todos os direitos reservados.

Nº Susep: 10.2046359.6 / CNPJ: 29.633.411/0001-04

Leia atentamente as Condições Gerais do Seguro Viagem registrado e aprovado pela SUSEP.

A MILCKE SEGURO VIAGEM é uma corretora de seguros e  representante  da VITAL CARD e da TRAVEL ACE. O uso deste site está sujeito às regras descritas no Termo de Uso e na Política de Privacidade.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey G+ Icon